O Agente de Viagens e as Redes Sociais

Se a evolução da internet e dos meios de comunicação se dava a passos largos… O poder de mobilização e alcance das redes sociais atingiu o seu ápice, tanto que a chamada “social media” se tornou, neste ano, a atividade número um da internet. Leia mais deste post

Empreendendo no Turismo – As características de um empreendedor

Está pensando em abrir uma empresa no mercado de turismo? Se você não tem nenhuma noção de como começar, estas informações podem ser um bom início para a concretização do seu sonho.  Leia mais deste post

“O que fazemos na vida, ecoa na eternidade!” Feliz 2012!

Desculpe pelo sumiço, mas, você sabe, final de ano é uma loucura, muitas solicitações, muitas reservas… E a gente fica sem tempo para dedicar a nossa atenção a outras atividades… Praticamente, para muitos, o ano começa após o carnaval… E isso não é o caso do turismo. Final de ano é sempre muito agitado e complicado com as inúmeras solicitações de orçamento (e que, às vezes, a venda não é efetuada) e finalização de reservas que, apesar, de muitos fornecedores trabalharem com sistemas online, a burocracia referente à papelada acaba ocupando muito o nosso tempo.

E por falar em prestação de serviços fiz inúmeras anotações sobre procedimentos de alguns “profissionais” de alguns fornecedores e, também, de alguns clientes… É claro que desenvolverei estes temas durante este novo ano.

Por enquanto, para iniciar as atividades deixarei um vídeo motivacional para você “curtir” e, quem sabe, não virar um mantra para a sua atividade profissional e também, acredito, para a sua vida social em 2012?

Um excelente 2012 com muitas energias e realizações positivas!

O que fazemos na vida, ecoa na eternidade…

Experiências Marcantes

Proporcionar vivências únicas é uma forma de fixar a marca na mente do consumidor e recompensar colaboradores.

A expressão em latim “carpe diem” (aproveite o dia) é ideal para resumir o chamado marketing de experiência, a nova aposta das empresas para atrair e fidelizar clientes. A ideia é associar marcas a vivências únicas, com o objetivo de conquistar um espaço definitivo na mente do consumidor. Vale tudo para proporcionar momentos inesquecíveis: de voo de balão a mix de massagens e degustação de vinhos, entre outras atividades de lazer, esportes e entretenimento. A estratégia também pode envolver a experimentação dos próprios produtos e serviços, além de ser cada vez mais utilizada no ambiente corporativo como forma de premiação e incentivo.

Apesar de ser relativamente novo no Brasil, o marketing de experiência já existe há aproximadamente duas décadas no mercado externo – sobretudo na Europa e Estados Unidos – e movimenta 20 bilhões de euros por ano.

O marketing de experiência também pode ser utilizado em programas de fidelidade e relacionamento, assim como para se relacionar com novos mercados. Outro uso muito comum é como forma de premiação e incentivo de colaboradores e parceiros. Neste caso, a ideia é substituir os tradicionais brindes por experiências diversas. Motivar proporcionando experiências é mostrar que o profissional faz toda a diferença para a companhia e ainda fazer com que ele se lembre de determinada vivência, remetendo esses momentos à empresa em que trabalha ou já trabalhou um dia.

Viagem de Negócios: Cuidados para não ser roubado

Entre um embarque e outro, um executivo pode, por um momento, se descuidar de seus pertences como bagagem e notebook. Com a frequência de furtos e roubos dentro dos aeroportos, o profissional poderá arcar com sérios prejuízos

De acordo com um estudo da Intel, um computador roubado pode trazer um prejuízo de mais de US$ 115 mil à empresa após uma semana. Portanto, usar saguões de aeroportos como extensão de escritório pode não ser uma boa ideia.

Após voltar de uma viagem da Espanha, o diretor de Comunicação Rodrigo Prada foi abordado por um homem em uma moto que levou sua mala e o notebook da empresa. “Foi um grande transtorno. Além das perdas materiais e do abalo psicológico, informações valiosas foram perdidas de uma viagem de negócios de 15 dias pela Europa”, explica.

Um olho na mala e outro no notebook

O executivo que passa muito tempo em um aeroporto deve seguir algumas regras básicas para não sofrer com furto ou roubo. Confira abaixo:

■Em aeroportos e hotéis, traga sempre próximo a si suas bagagens.

■Não deixe à mostra notebook, celular, câmera digital, entre outros.

■Atenção ao utilizar aparelhos eletrônicos. Fique atento a quem está ao redor.

■Evite falar ao celular assuntos relacionados aos seus próximos passos ou destino, poderá despertar interesse de quem está ao se redor.

■No trajeto aeroporto-hotel/hotel-aeroporto, procure desembarcar dentro do estacionamento.

■Leve uma pequena quantia de dinheiro para eventuais despesas.

■Leve consigo todos os seus contatos para possíveis emergências.

■Cuidado com o pedido de orientação de pessoas estranhas. Jamais as acompanhe, nem mesmo dentro do próprio aeroporto.

■Prefira contratar um serviço de transfer. O valor é semelhante ao do táxi, mas você sabe qual a empresa e o motorista que fará seu transporte.